• Carolina

    Carolina publicou uma atualização 1 ano, 8 meses atrás

    @anamaria Adorei ler sua historia Ana, e ver que vc superou e supera muitas coisas, acho valido nossas trocas de informações e experiencia, e é isso continue sempre buscando mais, e mais superações em sua vida.
    Carolina

    • A obrigada Carolina pois a vida diária não é fácil pois muitas vezes ainda me sinto como um ET que tenho dificuldades de socialização e muitas outras dificuldades pois é difícil ser diferente e não ser entendido pela maioria das pessoas todos os dias .
      Mas tenho que me acostumar com isto pois a neurociência ainda tem um grande caminho pra percorrer para ensinar as diversidades de funcionamento de cérebro que existem para a população do mundo todo e cada um tem seu tempo de aprender Vejo que o maior problema não é maldade que as pessoas tratam mal a outra por querer mas vejo que a maioria das pessoas tratam as vezes o outro de forma errada por falta de conhecimento e não por maldade pois acredito que quanto mais conscientização tiver sobre tdah e outros transtornos mais as coisas vão melhorar.
      E aprendi que ninguém sabe até onde o outro pode chegar na vida e que a vida é como um rio e temos que ser como a agua seguindo em frente e contornando as pedras no caminho e que não importa quantas vezes você caiu mas sim suas intenções e quantas vezes levantou e seguiu em frente.
      E eu acredito que nada na vida é por acaso e que pessoas com tdah ou outros transtornos ou deficiências vieram com ela para aprender e ensinar que na vida ser diferente nem sempre é o fim do mundo e que compreender isso é ampliar a visão e conhecimento de como enxergar e entender o outro que nem sempre o que parece é verdade ou não e quebrar mitos da sociedade .
      Quando comecei a estudar e tentar entender o que era tdah e outros transtornos me serviu de aprendizado para não julgar o outro pelo comportamento dele sem antes conhece-lo ou entender o que está acontecendo .
      Tenho pessoas que conheço que não acredita que existe tdah e que aceitar ou entender tdah é igual aceitar que vai ter enxaqueca pelo resto da vida e que é assim e ponto final.Eu acredito que quem tem enxaqueca é algo difícil e serio que tem o mesmo valor do tdah porque gera ambos gera muito sofrimento mas o que muda é a forma de lidar com a situação pois não adianta uma pessoa querer curar ou tratar uma queimadura na mão pingando colírio no olho.E que mesmo a enxaqueca tendo o mesmo valor do tdah não adianta tratar qualquer coisa da forma errada pois tudo na vida tem a forma certa de lidar ou tratar. Estudando sobre tdah fui entender que em alguns pontos eu demorava mais para amadurecer ou aprender algumas coisas e que tem dificuldades que irei levar pelo resto da vida mas nunca quis ficar na inércia da vida então se eu demorava 4 horas pra fazer coisas que todo mundo em minha volta demorava 1hora eu preferia com dificuldade tentar e fazer as coisas mesmo demorando mais.Pois faço faculdade e passavam livros pra estudar e eu tenho muita dificuldade de ficar muito tempo fazendo coisas chatas mas minha vontade era maior que minha dificuldade e eu preferia ler 5 vezes a mesma folha e tentar do que desistir.Se eu fosse seguir tudo que alguns médicos e profissionais falaram pra mim eu não tinha chegado na faculdade.
      O que mais me doí é até hoje passar grandes sofrimentos pra fazer coisas simples e me sentir invisível como se ninguém conseguisse enxergar e entender a dimensão do que sinto e só me cobrarem o que tenho que fazer como se o que eu sentisse não tivesse nenhuma importância na vida que a única importância seria fazer o que tem que fazer e só.
      Mas é difícil ter que aceitar e entender que estas pessoas não me entende por maldade mas sim que elas ainda não estão preparada para entenderem isto e eu também não sei explicar pra elas e elas fazem de tudo pra me ajudar em tudo que elas entendem que é certo e que pode me ajudar então elas não tem culpa disso ou de serem assim porque elas estão dentro do conhecimento delas tentar fazer o melhor que elas conseguem fazer mas todos tem suas dificuldades na vida e suas preocupações e vida pra cuidar e o mundo não para de girar então acho que quem tem tdah dentro do possível de cada um também tem que entender que não é só ele que tem dificuldades ou problemas e quando possível tentar entender os outros também pois acredito que quem tem tdah sofre muito mas a família de quem convive também sofre porque não é fácil também ter tdah ou conviver com quem tem tdah mas que com amor e carinho e perdão tudo se resolve na vida com o tempo pois não há mal que dure para sempre.
      Eu devido meu jeito de ser e ter um funcionamento do cérebro diferente dos demais que convivo e ainda não entender bem a fundo o que é tdah é complicado mas também me trouxe experiências únicas e especiais como por exemplo oportunidades de estágios que eram difíceis de conseguir e algumas pessoas me ofereceram a oportunidade pra mim mesmo tendo outras opções de outras pessoas .E eu na época perguntei o porque eu tinha sido escolhida porque nem eu acreditava que o que estava acontecendo era verdade ai a pessoa disse que era pelas perguntas que eu fazia ai depois eu refleti e fui entender o porque e vi que como eu sou meia exagerada sou assim 8 ou 80 sou meia exagerada então quando pegava algo pra estudava exageradamente aquele tema como minha memória é ruim então eu anotava ou grifava as coisas importantes e por eu não saber muito a hora de parar eu acabava estudando mais que as outras pessoas e apesar de ser mais lenta que os demais e ter as dificuldades do tdah e outras dificuldades eu no que conseguia pedia ajuda pra tentar entender algo e sempre fui muito sincera até demais pois não tenho muito senso de sitoquio e nunca fui de mentir e ai esta pessoa ela preferia ter alguém trabalhando com ela sincera que estudava muito e corria atrás de aprender e que fazia as coisas que ela pediu e que poderia contar com a pessoa então mesmo que tivesse muitas dificuldades e fosse mais lenta preferia mais ter que dar acessibilidade pra pessoa com dificuldades mas que poderia contar com esta pessoa de verdade do que pegar outra pessoa que fosse muito esperta e rápida e o deixasse na mão ou fosse preguiçoso então acabei aprendendo que tem muita gente má tem mas também existe gente boa e que
      dificuldade não é sinal de preguiça,
      que falta de atenção não é falta de interesse,
      que impulsividade não é falta de educação,( está pessoa que tinha me oferecido estagio não conhecia nada de tdah mas era extremamente educada até na forma de falar nunca gritava ou alterava o tom de voz ,e nunca foi sem educação e entendia quando a pessoa estava com dificuldade e que não era desrespeito e que trabalhar em equipe é um ajudando o outro que as coisas saem com qualidade,e que achar que sabe tudo é um erro e que na vida não importa o cargo elevado ou baixo que se tenha todos tem o mesmo valor o que muda é que tem atividades e responsabilidades diferentes e não menos importante.Então trabalhando em um ambiente que onde se existia respeito a impulsividade existia?existia mas pelo respeito que se tinha não causava grandes problemas.Pois a filosofia dele era assim se temos um problema qual a melhor forma de lidar com ele?a briga e discórdia algum dia resolveu algum problema de verdade?não.Então adianta esperar do outro o que ele as vezes não será? qual a melhor forma de lidar com isto? .O tempo não volta pra consertar o que a impulsividade influenciou para acontecer .Mas saber que não vale apena chorar pelo leite derramado pode te levar a algum lugar o que resolve é pegar um pano e limpar o leite e pensar como fazer pra evitar que ele caia novamente então a vida é assim ninguém é perfeito todo mundo tem defeito e problemas .Mas todos tem suas qualidades também olhar só pro erro não vai fazer ninguém uma pessoa melhor mas enxergar o que de bom a vida tem pra oferecer pode te levar pra algum lugar quem procura fazer o certo pode errar mil vezes mas está tentando fazer o certo e quando aprende não vai querer fazer coisas erradas porque o que aprendi com a impulsividade que o que realmente importa é nossas verdadeiras intenções se forem boas não precisa ficar alimentando a mente com pensamentos ruins porque a consciência da a paz que seu coração semeou.
      Quem está na tempestade pode ficar desesperado,mas que olha para um pássaro e vê como ele é bonito e a natureza é perfeita e tem muito a nos ensinar pode diminuir o desespero de estar em uma tempestade.
      A hiperatividade me ensinou que cada um tem seu tempo e sua forma de fazer as coisas.

      E eu acho muito legal este forum da ABDA pois aprendemos muito com as outras pessoas e assim da pra compartilharmos experiências historias de vida com pessoas que acreditam convivem ou tem tdah .Agradeço pelo seu carinho e sua atenção .