Autor Posts

19 de janeiro de 2017 às 14:32

Quem já ouviu de um médico as frases:

-Você não tem TDAH, você me parece bem inteligente e informado!
-Você não tem TDAH, senão não teria feito faculdade!
-Você não tem TDAH, senão não conseguiria prestar atenção no que estou falando!

ou

-Seu filho não tem TDAH, senão já teria aberto todos os armários do consultório!

Enfim doutores, TDAH não é um problema na função cognitiva, porém na função executiva! Nem todos são hiperativos!

Podemos aprender muitas coisas, e se estamos emocionalmente envolvidos, e nosso hiperfoco entrar em ação, podemos ir mais afundo do que qualquer um em nossas pesquisas. Porém, se tiver aula de história as 8 horas da manhã de uma segunda-feira, não conseguiremos entender nada… Provavelmente entraremos num sonho acordado muito divertido para escapar da aula… E não temos controle disso… Por que não temos controle do que vamos ou não ter interesse em determinado horário… Pessoas “normais”, conseguem prestar atenção em coisas “chatas” quando precisam… Nós não… Mas posso aprender qualquer coisa, desde que esteja realmente interessado… Provavelmente não colocarei muito do que aprendi em prática, por que colocar em prática faz parte da função executiva, e é nisso que precisamos de ajuda!

TDAH é uma condição real, que causa muito sofrimento. Não é uma falha moral!