Autor Posts

11 de julho de 2016 às 14:47

Boa tarde!

Abri em tópico com o intuito de conhecer e trocar experiências com adultos, de 21 a 30 anos, que estejam estudando e, como esperado, tenham dificuldades na aprendizagem.

Tenho 27 anos e sou estudante de Engenharia de Computação, pela UFG.

 

18 de julho de 2016 às 23:13

Olá Célio!

Acho que estamos no mesmo barco… rs

Tenho 24 anos e sou estudante de fisioterapia. Tô sentindo muuuita dificuldade e, além disso, tenho um filho de 3 anos querendo um pouquinho de atenção. Estou tentando diversas formas de estudo pra tentar aprender de forma mais dinâmica, mesmo assim tô cortando um dobrado.

Lhe desejo sorte e sucesso!

20 de julho de 2016 às 23:19

Boa noite Eloisa.

Que bom que encontrei alguém em situação semelhante, kkk.

Gostaria de trocar experiências. Saber qual técnica de vc utiliza para estudar.

20 de julho de 2016 às 23:50

Célio, ultimamente eu estou preferindo estudar com vídeo aulas. Geralmente é superficial, mas é o que prende mais a minha atenção. Eu vou parando o vídeo e fazendo um resumo do que vou entendendo. Depois que consigo absorver o que posso da vídeo aula, tento estudar pelo livro. Tiro dúvidas com amigos do que não consigo pegar sozinha, mas claro, sempre fica muito a desejar. Apesar de tudo minhas notas deram uma melhoradinha… Não foi muito, mas já é um sinal positivo né?!

Procure o método que seja melhor pra você. Aos poucos você vai encontrando as melhores formas de estudar. Boa sorte!

22 de julho de 2016 às 9:58

Olá, tenho 22, e volto a estudar em agosto . Farei design de interiores em porto alegre.

Comecei ja uma faculdade que acabei desistindo e um curso tecnico incompleto tbm kkk

Nunca tive dificuldade em aprender, o problema pra mim mesmo eh sentar a bunda na cadeira e ficar fazendo exercicios repetitivos e sem graça kkk

Vou ver como será agora nessa nova empreitada, agora pelo menos sei que tenho TDAH e estou me tratando…acredito eu que dessa vez vá!!!!!!!

 

13 de setembro de 2016 às 23:26

Muito válido este tópico. Estou concluindo meu segundo curso superior e sempre me pergunto onde seria meu lugar. Sou formada em design de moda e estou cursando Fonoaudiologia e não acho nada fácil acompanhar aulas extensas, cumprir prazos. É tudo muito difícil, no entanto eu sou uma tirana comigo, me obrigo a fazer as coisas, me forço a terminar. Isso não é bacana, pois vem a comorbidade do transtorno de ansiedade e a depressão. Pra mim é pior que o TDAH sozinho. Não suporto mais medicamentos. E parece que ser adulto e mulher não facilita. Esse diagnóstico tardio faz com que muitos duvidem da minha dificuldade. Não tem técnica, é terapia individual mesmo. Somos tão diferentes dentro deste diagnóstico.

14 de setembro de 2016 às 11:14

Oi!

Problemas também: já cursei ciências contábeis, desisti no quarto semestre. Mudei para jornalismo, dei o fora no segundo semestre…

Me encontrei fazendo um Técnico em Química, terminei (falta a penas a parte do estágio) e agora faço superior em Química, e vi que é realmente o que eu queria fazer. Estou de corpo e alma no curso, vou até o fim sem dúvidas apesar dos muitos problemas na hora dos estudos e avaliações. Mas, como todo TDAH (sou do tipo combinado), que não fica parado, ultimamente resolvi fazer um curso de sushiman nas horas vagas e também estudo agroecologia. Faço de coração, às vezes procrastino, mas nunca paro! Não pode desistir por que só se vive uma vez!!!